sábado, 30 de maio de 2015

Saibam mais sobre a DIVINE JUDGEMENT


A banda de power metal Divine Judgement começou tocando em sua cidade natal, cover de bandas consagradas no cenário do metal mundial, já que o estilo era pouco difundido na região naquela época. Aos poucos foram ganhando seu espaço, fazendo alguns shows, e perceberam o grande potencial que tinham e até onde queriam e poderiam chegar, dando inicio assim, aos seus primeiros trabalhos autorais. Fundada em 2011 na cidade de Bragança Paulista-SP, a banda Divine Judgement trabalha duro para lançarem seu debut álbum o ''Valley Of Death'', ainda sem data para lançamento. Acompanhe a banda Divine Judgement nas redes sociais e fique por dentro dos seus trabalhos e novidades. Brincadeiras a parte, não confundam o vocal de Marco Casati com o do Bruce Dickinson, qualquer semelhança é mera coincidência. Na verdade mesmo os caras fazem um rock and roll de altíssima qualidade.



Saibam mais sobre a banda:




A banda Bragantina de Power Metal Divine Judgement foi formada no final do ano de 2011, buscando tocar o metal melódico que era muito pouco tocada pela a região. Desde então, começaram tocando alguns covers e depois de um tempo composições próprias. Fazem shows pela região e aos poucos estão conquistando o espaço deles e trazendo de volta o poder e glória do Power Metal que é um gênero adorado, porém, não existem muitas bandas que tocam. Hoje, eles tocam um repertório 100% autoral nos shows, e, as vezes, mandam um ou dois covers. Já está sendo elaborado o primeiro album físico, intitulado:''Valley Of Death'', já que o EP infelizmente não deu certo por forças maiores, o qual tinha o mesmo nome, e agora vai virar um CD! O trabalho das gravações será iniciado a partir do mês de Julho e ainda sem data para lançamento.


Formação:

Marco Casati - Vocal
Caio Cianetto - Guitarra
Aline Barroca - Violino
Gabriel Fidelis - Baixo
Alessandro Kelvin - Bateria



Videos:






Contato:

Facebook/Divine Judgement

Twitter/Divine Judgement

Youtube/Divine Judgement

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Saibam mais sobre a SARGENTO ELÉTRICO


A proposta da banda de rock and roll Sargento Elétrico é de tocar cover das bandas já consagradas no cenário do rock nacional e internacional, desde seus primórdios até a década de 90, e eles fazem isso com uma qualidade e competência surpreendentes. Poucas bandas conseguem atingir total semelhança em tocar e interpretar canções como "Perfect Stranger" do Deep Purple, "Deuce" do Kiss, "All Along The Watchtower" do mestre Jimi Hendrix, "Time" do Pink Floyd, entre outras. Fundada pelos integrantes Alfredo Daher (baixo e voz), Ricardo Pescara (guitarra), Vagner Alba (bateria), o power trio que toca o puro "classic rock", segue de agenda cheia fazendo shows pelas cidades do estado de São Paulo. Curtam a fã page da banda Sargento Elétrico nas redes sociais, se surpreendam assistindo aos vídeos que eles disponibilizam frequentemente, e fiquem por dentro das novidades e do trabalho dos caras.


Saibam mais sobre a banda:


Quando se fala em música, o assunto já rende muitas horas de discussão. Agora quando a matéria é o tão falado “classic rock”, a coisa já vai além de um simples bate-papo. O Termo “Classic Rock”, já tão requisitado, é o assunto em voga. A enorme busca por elementos do passado (talvez pela escassez de ícones no presente) fez com que o velho ROCK AND ROLL se tornasse algo “banal”, sem identidade, meramente executado e recheado de padrões musicais comerciais. Porém, a questão não é ser ou não uma “virtuose” musical, mas sim conhecer e sentir o rock and roll e suas influências. E foi justamente para resgatar essa essência que surgiu a idéia inicial do SARGENTO ELÉTRICO, uma banda formada por músicos da “Falange do Rock”, que possuem um relacionamento íntimo com a música, em especial o Rock´n´roll, desde as origens. Movidos pela paixão, os integrantes do SARGENTO ELÉTRICO fazem rock de qualidade, respeitando sua cronologia e suas características. Fazem do jeito que tem de ser, à maneira “Valvulada”, como antigamente. O Set List da Banda compreende músicas desde o início da Era Rock, ainda nos anos 50, até os sucessos de Grandes Bandas de Arena dos anos 90. Tudo bem amparado por uma cozinha coesa que tem VAGNER ALBA (BATERIA) E ALFREDO DAHER (CONTRABAIXO E VOZ), e ainda a guitarra "nervosa" de RICARDO PESCARA. O SARGENTO ELÉTRICO possui um DVD com vários vídeos que dão um aperitivo do que a banda faz no palco. Os vídeos tentam reunir uma amostragem do Rock and roll através das décadas de 60, 70, 80 e 90, mostrando o lado clássico da banda tanto no som, quanto na imagem. Dizem que o rock é como vinho, quanto mais velho, melhor, e deve ser apreciado em momentos especiais. Se você gosta de uma boa conversa sobre o assunto regada a uma “dose de classic rock”, convide o SARGENTO ELÉTRICO para um “drink” e com certeza o assunto não terá mais fim.



Vídeos:


 "Time" Pink Floyd

"Smoke On The Water" Deep Purple

"Amor Pra Recomeçar" Frejat

"All Along The Watchtower" Jimi Hendrix




Contato:

Facebook/Sargento Elétrico


Saibam mais sobre a CATÁSTOFRE



A banda de speed metal Catástofre surpreende tocando no melhor do estilo, e o diferencial é que as letras de suas canções são todas em português. A proposta da banda de tocar no estilo anos oitenta somado a potência  do estilo speed metal, faz com que o resultado sonoro dessa mistura seja de uma qualidade diferenciada das bandas que aderem ao speed. Eles trabalham em cima de sua nova demo "Cavaleiro Assassino", lançada em 2014 e conta com três super faixas que mostram todo o potencial da banda e que vocês podem curtir na íntegra pelo soundcloud da banda.. Fundada em 2013 na cidade de Atibaia-SP, pelos integrantes Wagnão (vocal), Brunão (baixo), Leonardo Toledo (guitarra), Luiz Gustavo (guitarra) Matheus (bateria), a Catástofre são influenciados por bandas como: Centurias, Metalmorphose, Salario Mínimo, Harppia, Santuario, entre outras bandas oitentistas de metal nacional. Curta a fã page da banda Catástofre nas redes sociais e acompanhe o trabalho dos caras, saibam de suas novidades e projetos futuros.



Demo "Cavaleiro Assassino":



1 - Cavaleiro Assassino

2 - Mulher Headbanger

3 - Inimigos Mortais


Formação:

Wagnão (vocal)
Brunão (baixo)
Leonardo Toledo (guitarra)
Luiz Gustavo (guitarra)
Matheus (bateria)


Vídeo:





Contato:

Facebook/Catástofre

Soundcloud/Catástofre

Youtube/Catástofre

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Saibam mais sobre a MACHINARIA



Uma excelente banda de metal do Rio Grande do Sul. Sempre falaram que São Paulo é o celeiro de bandas de metal, porém esse cenário está mudando, a cada dia que passa vão surgindo bandas com potencial absurdo em outros estados brasileiros, é o caso da banda de Thrash metal, Machinaria. Fundada em 2011 na cidade de Bagé-RS, lançaram seu primeiro trabalho em 2013, o single "Burning My Soul", que teve boa critica e ótima repercussão na mídia em geral. A banda lança o seu primeiro álbum, o "SACRED REVOLUTIONS/PROFANE REVELATIONS" em 2014, que está disponível nas principais lojas do pais. O álbum conta com 9 faixas, mantém um ritmo agressivo do início ao fim, como percebemos ao escutar os 20 segundos de cada música disponibilizadas no soundcloud da banda, com excelentes solos de guitarra, uma bateria marcada, com um timbre do vocalista Luciano Ferraz que é bastante diferenciado. Curta a fã page da banda Machinaria nas redes sociais e fique por dentro das novidades sobre os caras.



Saibam mais sobre a banda:



O Machinaria é mais uma das gratas surpresas surgidas na região sul do Brasil. O grupo originado em Bagé (RS) no final de 2011 mistura o peso e agressividade do thrash metal com elementos do progressivo e heavy metal tradicional.
Em 2013 o grupo lançou seu primeiro single intitulado "Burning My Soul", que serviu para demonstrar o trabalho da banda à cena gaúcha, onde teve boa aceitação do público e repercussão na imprensa local por meio de TVs e jornais.
Na sequência, o Machinaria lança outro single intitulado “Sacred Revolutions/Profane Revelations”, que fala sobre a crueldade e torturas da inquisição na Idade Média. A boa repercussão foi novamente instantânea e o grupo decide então compor um álbum conceitual sobre a inquisição.
Neste ritmo de bons acontecimentos a banda lança mais um single, “Pictures Of The Dark” e também é convidada a participar de eventos marcantes como o Grito Rock - Bagé, Persona Music Festival e um dos maiores festivais do sul do país, o Otacílio Rock Festival.
O grupo atualmente é formado por Luciano Ferraz (vocal), Matheus Leal (Guitar), Alan Quintana (Guitar), Luiz Mário Moraes (Bass) e Bruno Dachi (Drums), e após estes importantes acontecimentos decidem focar totalmente em seu debut CD “Sacred Revolutions/Profane Revelations”.
No momento o quinteto está no estúdio “Porta Housemetal Records” trabalhando em seu primeiro álbum com a produção da própria banda e em breve anunciará as informações do lançamento de seu debut álbum.



Track list:


SACRED REVOLUTIONS/PROFANE REVELATIONS

1. Iconoclast
2. Scapegoat
3. Act Of Justice
4. Holy Office
5. Pictures Of The Dark
6. Sacred Revolutions / Profane Revelations
7. New Eyes, Old Lies
8. Shallow Grave
9. Burning My Soul (Faixa bônus)



Formação:

Luciano Ferraz (vocal)
Matheus Leal (Guitar)
Alan Quintana (Guitar)
Luiz Mário Moraes (Bass)
Bruno Dachi (Drums)



Vídeo:




Contato: 






Saibam mais sobre a ENEMIES OF REALITY


A diversão de fazer um som e tocar rock and roll entre amigos se tornou coisa séria logo após a fundação da banda "Thrash Zone" em 2012, que hoje leva o nome "Enemies Of Reality". Eles foram conquistando seu espaço, fazendo shows, e ao longo desses três anos adquiriram experiência suficiente para começarem seu trabalho autoral. A banda Enemies Of Reality toca um Trash metal bastante agressivo, com passagens pelo Death e uma pegada de progressivo. Acompanhem o trabalho dos caras pelas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades da banda, acessem Enemies Of Reality.



Saibam mais sobre a banda:



Formada em julho de 2012 inicialmente com a proposta de ser apenas uma forma de diversão entre os integrantes, porém não demorou muito tempo para o desejo de executar os cover ao vivo vir à tona. Na época a banda se chamava “Thrash Zone”, como a intenção era apenas diversão não houve uma preocupação com um nome mais elaborado, os dias se passaram, alguns shows foram feitos, ideias surgiram, a dedicação no que era somente um passatempo foi grande o suficiente para composições próprias serem uma necessidade.
Após uma longa conversa a ideia de criar um álbum conceitual surgiu então Rodrigo, Gus e Guaru tomaram as rédeas das composições e das melodias. Cada um se dedicando ao máximo para o trabalho final resultar em uma imersão única para aqueles que ouvissem/assistissem aos shows, naquele momento o nome definitivo da banda foi escolhido, agora seriam conhecidos como Enemies Of Reality.
Meses depois a banda recebe a noticia de que o Gus (baterista) estaria se mudando para Florianópolis e aquilo foi um abalo para todos os integrantes, a incerteza de que a banda continuaria ecoava a cada dia em suas cabeças, como tudo estava no ar houve um hiato que durou 6 longos meses. Durante esse período houve poucos e breves contatos entre os integrantes, sempre se perguntando se deveriam continuar, contatos foram feitos com alguns bateristas da região, porém nada foi decidido.
Em agosto de 2013 Gus noticiou que havia decido voltar por diversos motivos entre eles à banda, uma onda de histeria se espalhou rapidamente entre os integrantes. Após a chegada do Gus as composições tomaram um ritmo extremamente acelerado e as energias foram totalmente renovadas, porém outra barreira estava à espera do Enemies... Até o momento tocar na banda não havia sido problema para Marcelo e Adonai (Guitarrista e baixista oficial do Silent Cell.), porém com a rotina intensa de sua principal banda, não estava havendo tempo hábil para se dedicarem plenamente ao Enemies, foi quando uma decisão teve de ser tomada, foi quando houve a necessidade de recrutar novos membros e esse processo era extremamente difícil por 2 motivos: estar dispensando amigos e buscar novos músicos.
Já havia em mente algumas opções para ocupar o cargo, foi noticiada então a saída do Marcelo e do Adonai. Após algumas semanas foi marcado o tão esperado teste com os dois músicos, o tempo passou devagar até o grande dia, todos estavam ansiosos, após a primeira música testada uma energia como nunca sentida antes encheu todo o estúdio e um enorme sorriso nos rostos dos integrantes foi esboçado. Após aquele ensaio já tinham a certeza de que aquela formação seria a definitiva. Todos então puderam dar as boas-vindas ao Murilo Romagnolli(guitarrista) e ao Tom Toledo(baixista), que já chegaram trazendo técnica, ideias e o mais importante vontade.
Uma maratona de ensaios foi marcada, a sessão de fotos estava concluída, agora restava finalizar o seu primeiro álbum e é nisso que todos os membros estão empenhados, para poder exibir com muito orgulho seu primeiro material.


Vídeo:



Contato:




quarta-feira, 27 de maio de 2015

Saibam mais sobre a AMAZON


Sem dúvidas que o symphonic metal está cada vez mais presente no cenário do metal mundial. O estilo que mistura o som das guitarras, baixo e bateria, aos instrumentos típicos de orquestra. E a banda Amazon faz isso de uma forma tão harmoniosa e com arranjos muito bem elaborados que nos deixa vidrado na qualidade de seu trabalho. O mais importante de tudo, que deixa mais clássico e sinfônico o trabalho da banda, é a inserção de uma vocalista. A voz feminina, da bela Sabrina Todt, nesse estilo de música é mágico e deixa o metal agressivo e com batidas fortes, bem suave com a melodia e intonação da vocalista.
A Amazon foi fundada em 2002, lançaram seu primeiro álbum "Victoria Regia" em 2005, em 2010 lançaram seu segundo trabalho o "Nature's Last Ride" e agora trabalham em seu novo álbum o "Rise!", que contém 10 faixas e apresenta o melhor do metal sinfônico brasileiro. É no RISE! que a banda mostra todo seu potencial e com qual perfil insere em seu estilo de tocar, vocês podem curtir algumas faixas do álbum no soundcloud da banda. Com mais de uma década de experiência na bagagem, a banda Amazon espera ansiosamente pelo lançamento do álbum na Europa, onde pretendem sair em turnê para apresentar seu trabalho ao público europeu. Não deixem de curtir a fã page da banda Amazon nas redes sociais e acompanhar as novidades sobre eles.



Saibam mais sobre a banda:



Amazon foi fundada em Valinhos, Brasil em 2002. O álbum de estréia "Victoria Regia"(Hellion Records - 2005), foi muito bem recebido pela imprensa e público no momento e permitiu a Amazon fazer importantes shows com o Nightwish e Epica no Brasil. A banda também apoiou artistas brasileiros conhecidas como Shaaiman, Dr. Sin e Kiko Loureiro (Angra/Megadeth), a partir da produção de seu segundo álbum.
Em 2010 foi lançado o segundo álbum da banda, "Nature's Last Ride". Este álbum foi produzido de forma independente e lançado online, com apenas alguns promocionais cópias físicas vendidas como mercadoria em shows da banda. Nessa altura, Amazon já era uma referência no cenário do metal brasileiro sinfônico.
Quatro anos mais tarde, a banda anuncia o lançamento de seu terceiro álbum de estúdio, o mais pesado e mais raiva até agora. Como Sabrina e Renato atualmente moram na Alemanha, a banda está ansiosa para lançar o álbum na Europa e a trabalharas primeiras idéias de sua primeira turnê européia para o primeiro semestre de 2015.


Track list:

1. Ball Of Vanities
2. Three Lives
3. The Path
4. Suicide Note
5. Prisoners Of The Sea
6. Sins
7. Immortal
8. Time
9. New Horizons
10. Bittersweet



Formação:

André Pedral (baixo)
Renato Angelo (guitarra e teclado)
Sabrina Todt (vocal e flauta)
Marcos Frassão (bateria)



Vídeo:

"Victoria Regia - Full álbum"



Contato:






ATTRACTHA: Unmasked Files


A frase "O que já era bom, pode melhorar", foi literalmente comprovada com a escalação do vocalista Cleber Krichinak para banda de  metal, Attractha. Com o anúncio do novo integrante, que já chega com o lançamento do single "Unmasked Files", a banda mostra todo seu potencial e nova pegada com a incomparável interpretação do Cleber. Bem amadurecidos musicalmente, imaginem o que vem por ai, já que a intenção dos caras é  de lançar ainda esse ano um novo álbum. O "Unmasked Files" que vem com um estilo bem mais forte do que de costume, onde, a guitarra do Ricardo Oliveira parece cantar junto com o vocalista, a batida agressiva do excelente Humberto Zambrin que faz a música "correr" em uma velocidade absurda e sem dúvidas essa canção não ficaria a mesma sem os acordes do baixista Guilherme Momesso. Todo esse conjunto dão ao novo single um ar de que a banda está vindo bem mais devastadora do que na sua antiga formação. O "Unmasked Files" é apenas um aperitivo do que o Attractha está preparando para esse novo trabalho. A banda também está de contrato novo, e é com a produtora Sangue Frio Produções, que promovem bandas de metal e eventos há vários anos. Acompanhe todas as notícias e novidades sobre a banda Attractha e seus novos trabalhos, pelas redes sociais. A partir desse final de semana 30/05/15 estará disponível no loja online oficial da banda a camisa com a estampa do "Unmasked Files". Garanta a sua, pois essa arte que foi produzida pelo João Duarte da J.Duarte Design, que trabalha com arte visual de várias bandas do metal mundial, está entre uma das melhores capas do ano na visão da equipe do Resenha do Rock.



Ficha Técnica:


1.Unmasked Files

Música: Ricardo Oliveira
Letra: Humberto Zambrin e Cleber Krichinak
Arranjo: AttracthA
Produzido por: AttracthA & Henrique “Baboom” Canale
Gravado em:
Baterias: WSTF Estúdios
Guitarras, voz e Baixo: Toque Final Mix & Master
Março e Abril, 2015
Mixado por: Henrique “Baboom” Canale e AttracthA
Masterizado por: Henrique “Baboom” Canale e Alessandro Cabral
Conceito e arte capa: João Duarte – J.Duarte Design-www.jduartedesign.comFotos: Pri Secco



Curtam o Lyric Vídeo "Unmasked Files":



Contato:








Saibam mais sobre a ARMADILHA


O clássico rock and roll dos anos 80 está muito bem representado pela banda Armadilha. Eles que já possuem um álbum tributo ao "Zumbis do Espaço", um álbum ao vivo em parceria com a banda Fire Strike, o "Metal das Ruas", um EP contendo 7 músicas e idiomas diversos. Estão trabalhando em seu debut álbum "Choque Elétrico", lançado em meados de 2013, com a promessa de lançamento de um novo trabalho para 2015. A banda segue a risca o estilo do rock dos anos 80, que está em sua raiz e influências principais. A Armadilha foi fundada em 2010 pelos músicos, Rafael Romanelli, Felipe Feliciano, Pedro Zupo e Lucas Vieira Abrahão. Curta a fã page da banda Armadilha nas redes sociais e fique por dentro das novidades dos caras.



Saibam mais sobre a banda:



Formada em 2010, pelos membros das bandas Leatherfaces (Rafael Romanelli), Wild Tygers – Tygers of Pan Tang Cover (Felipe Feliciano) , Midnight Ride – Girlschool Official Cover (Pedro Zupo), e Lucas Vieira Abrahão (de um projeto de heavy metal cantado em português intentado anteriormente por Rafael e Felipe). O Armadilha foi criado com o intuito principal de resgatar a tradição do Heavy Metal “oitentista” cantado em português, seguindo a tradição de bandas como Stress, Azul Limão, Centúrias, Salário Mínimo, etc..

O conjunto seguiu ensaiando e em 2012 a banda gravou seu debut, o álbum “Choque Elétrico” que, ao ser lançado em 29 de Junho de 2013 pela Thirteen Records, recebeu elogios do público em geral, bem como da mídia especializada.
O show de lançamento ocorreu nas aberturas dos shows da banda Zumbis do Espaço e da banda britânica Girlschool, de quem o Armadilha recebe forte apoio, devido aos laços firmados quando Pedro Zupo ainda era membro do Girlschool cover oficial.
Uma semana após o lançamento do álbum Choque Elétrico, a banda uniu-se ao Leatherfaces e Fire Strike em um show que foi gravado em áudio e vídeo para os posteriores lançamentos da coleção Metal Das Ruas, também pela Thirteen Records/Metal Maximus.

Em setembro, ainda pela Obskure Chaos Distro, o Armadilha lançou o EP “We Are The Trap” em edição limitada de 100 cópias. Com versões em outras línguas das músicas do “Choque Elétrico”. Apesar do lançamento do “We Are The Trap” ter sido realizado em CD-R Pro, o fato de conter músicas gravadas em sete línguas estrangeiras chamou atenção do público, o que contribuiu para que logo se esgotassem as 100 cópias que foram lançadas.
Em 2014 a banda participou, junto de outras quinze bandas atuantes no underground, do “Zumbis que Somos”, um tributo feito apenas por bandas de metal à banda punk Zumbis do Espaço, tocando músicas do grupo de Taubaté em versões metálicas, novamente o Armadilha se destacou com a faixa “Ouça o Lobo Uivar” , uma das mais elogiadas do disco.
Atualmente o Armadilha conta com uma nova formação e prepara o sucessor de Choque Elétrico para ser lançado no ano de 2015.


Vídeo:

"Choque Elétrico"



Contato:

Facebook/Armadilha

Youtube/Armadilha

Pedro Zupo Júnior
Telefones: (11) 7897 2016 / 2916 0569
E-mail: pedro.zupo@gmail.com

Banda Armadilha
E-mail: armadilha.metal@gmail.com

terça-feira, 26 de maio de 2015

Saibam mais sobre a MURDEATH


Simplesmente insano, devastador, fora do comum e de excelente qualidade, o Thrash metal tocado pela banda Murdeath. Os curitibanos estão na estrada desde 2013, quando o vocalista Jean Augusto e o baterista Marcelos Augusto, resolveram fazer um som  ao extremo e de autoria própria, influenciados por bandas consagradas como Slayer, Megadeth, Exodus, entre outras. O power trio que já lançou um demo e um EP, passaram por algumas formações e agora iniciaram o ano de 2015 com mudança de baixista, entra para compor o trio o Danilo Angeli. Tiveram sua demo "Dragged to Hell" relançada como selo da Cianeto Discos e Produtora Ihells Produções. Não se precipite antes de curtir o som dos caras que em poucos anos de estrada, já carregam em sua bagagem experiência de sobra para executarem seu trabalho com altíssima e surpreendente qualidade. Curtam a fã page da banda Murdeath nas redes sociais e fique por dentro das novidades e do trabalho dos caras.

Formação atual:

Jean Augusto - vocal/guitarra
Danilo Angeli - baixo
Marcelo Augusto - bateria


Vídeo:

"Apocalipse Sangrento"



Contato:

Facebook/Murdeath

E-mail: thrashmurdeath@gmail.com

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Saibam mais sobre a OMEGA DIATRIBE


A Omega Diatribe é uma banda húngara de groove metal, com vocal e arranjos excelentes, Os caras iniciaram carreira em 2008, porém foi em 2012 que começaram suas primeiras aparições com a formação atual onde contam com: Gergő Hájer (guitarras), Ákos Szathmáry (baixo), Claudio Metzger (bateria), Átila Császár (guitarra) e graziela komáromi (vocal). Trazem em seu arsenal um estilo agressivo, uma pegada lenta porém forte de sua bateria, característica do estilo seguido por Disturbed, Lamb of God, Machine Head, Pantera, Soulfly, White Zombie, Mastodon, entre outras, e por bandas que já passaram pelo estilo groove metal ao longo de sua carreira, como, Anthrax (somente nos anos 90), Overkill (somente nos anos 90) e Sepultura (a partir do Chaos A.D., 1993). A Omega Diatribe lançou em 2013 seu primeiro álbum full-length, o "Iapetus". No verão de 2014, que na Hungria se passa entre os meses de março e outubro, o antigo baterista Dávid resolve deixar a banda, o que na época acarretou na desistência do seu EP "Abstact Ritual", que foi finalmente lançado em fevereiro de 2015.
Uma coisa bastante interessante no trabalho da banda, para nós do Resenha do Rock, foi descobrir de onde surgiu o nome "Omega Diatribe", vimos que os caras gostam de temas alienígenas, falam que a o planeta terra é dominado por eles e que os seres humanos estão aqui de passagem. Nos fez lembrar muito a banda americana Coheed and Cambria, que também curtem esse mundo fantasioso. Acompanhem a banda Omega Diatribe nas redes sociais e fiquem por dentro de novidades sobre os caras. 


Track list:

Abstract Ritual

1.Subsequent Phase lyrics buy track

2.Extrinsic

3.Hydrozoan Periods

4.Abstract Ritual

5.The Quantum

6.Unshadowed Days (Perception Remix)



Saiba como surgiu o nome da banda "Omega Diatribe":


"Há um antigo tronco secreto com a escrita de uma civilização alienígena desconhecida, um contrato entre humanos e alienígenas sobre o uso do planeta terra. O governo chama de 'Omega Diatribe'. Esse contrato diz que os seres humanos só podem usar a terra em um tempo limitado. Horas extras não são permitidas. Quando o nosso tempo é mais eles vão voltar e nos levar para um planeta de nível superior. Só as pessoas de espírito abertas poderiam sobreviver a transmissão, porque sua mente pode sofrer as alterações do corpo humano".




Vídeo:

"Abstract Ritual (Full Álbum)"



Contato:

Site oficial/Omega Diatribe

Facebook/Omega Diatribe

Bandcamp/Omega Diatribe

YouTube/Omega Diatribe



Saibam mais sobre a JOHN NO ARMS


Com um punk rock de alto nível e de muito "alto astral", passando também por uma pegada forte do hardcore, a banda John no Arms tem uma proposta bem mais agressiva do que na sua formação inicial, onde tocavam um rock and roll mais clássico. Hoje com 13 anos de estrada, depois de ter passado por outras formações, a banda que possui muito mais maturidade musical, carrega em sua bagagem a experiência de terem tocado em vários festivais de rock e dividirem o palco com bandas consagradas como Napalm Death, Suffocation, entre outras. A John no Arms lança em 2015 seu debut álbum chamado "Bar". O disco conta com 14 faixas em uma pegada agressiva do verdadeiro punk em seu melhor estilo, muito bem masterizado e editado pelo vocalista e fundador da banda, Renato BT e vocês podem escutar na íntegra pelo soundcloud da banda. Acompanhe a banda John no Arms nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades e agenda dos caras.



Saibam mais sobre a banda:


Quero ouvir um som divertido que tenha influência de Rock N Roll, Punk, Hardcore e Heavy Metal.
Foi isso que Renato BT pensou dentro do ônibus linha 99 que passa pelo Sudoeste em direção à Taguatinga, no Distrito Federal, uma semana antes do Natal de 2002. Ali surgia a primeira música da banda e que também dava nome a banda que ele decidiu montar. Já em Uberaba, na sua cidade natal em Minas Gerais, se reuniu com alguns amigos, Maurício Desecrator (guitarra), Kim (baixo) e Malufucker (bateria) e com esta formação original a banda gravou a primeira demo (Demo Driver) no final de 2003, que foi lançada em janeiro de 2004. Com esta formação, a banda também gravou sua segunda demo (Mafia’s Queen) no final de 2008 e lançada já com Edulaw na guitarra em Junho de 2009 no Festival Marrecos Fest em Brasília, um mês depois, a banda lança o single ‘’Massage From Heaven’’.
Ainda em 2009, Leo Krieger assume o baixo e Gustavo Minghetti assume as guitarras e em outubro do mesmo ano gravam outra demo (Live at UK Brasil Pub), lançada em pequena tiragem mas com ótima qualidade de áudio ao vivo, o que rendeu um convite para tocar no Ferrock DF deste ano, evento que contou com Johnny Winter, Sufocation e Napalm Death, entre outras bandas.
No final de 2009, Sir Arthur assume as guitarras após Minghetti abandonar o posto durante uma pequena tour no Triângulo Mineiro, depois de se apaixonar por uma linda garota da plateia.

Já em 2010, Hell’s Embassador assume as baquetas e a banda começa a seguir um caminho mais pesado do que o da proposta inicial, mas mantendo a postura ‘alto astral’, característica da sonoridade autêntica que a banda desenvolve. Em 2011 a banda participa do Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana com um show homérico e uma excelente receptividade do público. Outro show que vale destacar foi o do Grito Rock Planaltina em 2012, com um público muito grande e com muita energia. Neste mesmo ano a banda inicia as gravações do álbum Bar, porém em junho de 2013, Fábio Krieger, irmão de Leo, assume as baquetas e também participa das gravações do disco.

Finalmente no início de 2015, a banda tem em mãos seu debut álbum ‘Bar’ que foi produzido pelo vocalista Renato BT e mixado e masterizado por Marcos Pagani no Orbis estúdio em Brasília – DF, lançado digitalmente em 25 de fevereiro de 2015.


Saibam como foi todo o projeto do álbum "Bar":



Iniciamos a audição fazendo um convite para conhecer o nosso Heavy Rock Punk Metal com a canção primogênita e que deu nome à banda, composta no final de 2002, a ''John No Arms'' fez parte da primeira demo da banda e aqui ela vem mais pesada e atual com uma versão matadora, demonstrando toda a força característica da banda.

A seguir, do segundo clipe lançado pela banda para promover o álbum ''Bar'', vem a divertida ''Beer Book'', densa e ácida , traduzindo a mistura de Punk e Heavy Metal que a banda pratica, deixando o ouvinte curioso com a audição do restante do material. Então, como terceira faixa vem a excelente e ríspida ''Mafia's Queen'', numa história de ira em torno de um líder de uma gangue que coloca tudo a perder, incluindo seus amigos e comparsas, por causa de uma linda e poderosa garota, a rainha de toda a Máfia, essa é a canção preferida da banda e que conta com um solo magnífico de Leo ''The Legend'' Krieger, pura inspiração e demonstração da sintonia que a banda exala.

Como quarta faixa, ''Viking Life'', que foi o primeiro clipe da banda, surpreende pela mistura de black metal com punk californiano, um blast beat feliz embebido em um potente hardcore, que apresenta uma letra totalmente positiva, impossível de ouvi-la em volume baixo e parado, mesmo se você for de outro planeta. Na sequência, ''One Minute To Midnight'' te convida a brindar com grandes canecas de Chopp. Essa música foi feita pelo avô do vocalista Renato BT, Waldemar de Mello, no final dos anos 80 e aqui, seu neto escreveu uma melodia de vocal e uma letra muito extrovertida em um minuto de pura celebração à vida. Dando continuidade à essa comemoração, vem a ''Open Till Dawn'', um metal rock com uma pegada 'sabbath-maiden-motorhead' que irá transportá-lo em uma viagem eletrizante pela massa sonora com lindas melodias de vozes que a banda atingiu nesta bela música, onde se percebe toda a intensidade e paixão pelo estilo de vida rock'n'roll adotado pelo grupo e seu amor e respeito pelo planeta Terra.


Track list:



A décima música, conta uma fábula ímpar de um garoto de colégio que rouba a estátua da igreja pra poder comprar o primeiro LP do Bathory, ''This Guy Is A Black Metal Maniac'' passeia por vários estilos do Metal em um minuto e vinte segundos e narra essa aventura única em homenagem ao mestre Quorton (o sueco Thomas Börje Forsberg) e sua fantástica fábrica de músicas pesadas, Bathory! Alguns dizem que essa história retrata um episódio da adolescência de um integrante da banda, mas qual? Ela é o nosso terceiro vídeo clipe do ''Bar''!

''The Awaited Land'' foi a escolhida pra vir após essa homenagem e como ela fala de como queremos o mundo agora, livre de mentiras e injustiças, numa fusão de power metal e hardcore, a banda acredita que ela traduz os anseios por uma terra prometida, onde todos seremos plenos em busca da evolução de uma nova sociedade baseada em valores reais do ser humano. Ela termina com um solo avassalador de Sir Arthur, com uma sonoridade única e marcante.

O álbum vai chegando ao final com a acústica e inusitada ''Bar Drink Company'', música que te leva rapidamente pra fora de casa ou trabalho, correndo direto pro bar mais perto que estiver aberto. Fábio Krieger tira uma sonoridade incrível de duas colheres de prata, um cajon e um chocalho instalado em sua meia e que deram um brilho especial à essa ode ao buteco e ao bom papo com os amigos. ''Troll Lament'', é uma introdução curta que cria um clima de suspense apropriado para o fechamento do disco que vem com o décimo quarto e último petardo ''Trollers, Dollars & Games II''. Essa música que conta como um homem comum foi passado pra trás por uma divina musa, que além de roubar todo o seu dinheiro, carro e pertences, também roubou seu coração em meio à mistura agressiva de Punk, Hardcore, Heavy Metal e Black Metal, com explosões de fúria e peso na medida certa e que culminam no duelo final entre o baixo e a guitarra, criando um dos solos mais lindos já criados neste sistema solar e fechando o 'Bar' com muita força e poder trazidos através das experiências de cada membro do John No Arms, revelando assim toda a dedicação no processo de criação, composição e gravação deste álbum. Lealdade, Amizade, Respeito e Humildade (L.A.R.H JNA) são as palavras que tentamos sempre levar pro nosso Bar e esperamos que todos se sintam convidados a conviver, curtir e compartilhar conosco a partir de agora! Sejam bem vindos!


Vídeo:


''Viking Life''




Contato:






sábado, 23 de maio de 2015

Saibam mais Sobre a VOMITFICATION




Se você procura um som brutal com letras explicitas, então prepare-se para conhecer o Vomitfication! De longe a Demo "Sexual Demoniac Invocation" é o trabalho mais bem elaborado desse trio paranaense formado por: Tiago Simioni (Baixo/Vocal), Jamil Fritzen (Bateria) e Claiton Machado (Guitarra) que começa com uma Intro na faixa título Sexual Demoniac Invocation faz lembrar o Disco Sexual Carnage da banda mineira Sextrash, depois disso é a mais pura destruição sonora, seguida por Morbid Penetration in a Sick Reality, Putrid Infection, Cadaveric Infestation, Necrokult e In the Name of the Real One . O disco é direto e sem frescura, Brutal Death Metal como tem que ser feito: direto e reto! Não recomendado para ouvidos sensíveis!


Formada no ano de 2000, com letras que extrapolam os limites da insanidade. O Vomitfication segue sua intensa jornada em prol do real underground, banda formada por Tiago Simioni no baixo e vocals, Cleiton na guitarra e Jamil Fritzen na bateria, a Vomitfication executa um Brutal Death Metal grotesco. Já com três álbuns, um single intitulado “Regurgitating The Vomitfication” de 2007, um outro single chamado “Astral Inferno” que foi lançado em 2009 e uma demo chamada “Sexual Demoniac Invocation” de 2012, a banda está preparando seu Full EP para lançamento até o fim deste ano. Vomitfication já passou por vários eventos em diferentes lugares, ao lado de granes do cenário nacional e mundial como Headhnunter D.C, Mystifier, Artillery, Vulcano, Terrorizer, Flesh Grinder, Belphegor dentre outras.

Vomitfication vem em uma grande crescente no Metal Nacional e ganhando grande visibilidade dentro do cenário atual, seguem firmes, armados de vontade e empunhando o estandarte do verdadeiro Metal.



Contato:
Sangue Frio Produções
(46) 9902 – 2932
sanguefrioproducoes@gmail.com
contato@sanguefrioproducoes.com
www.sanguefrioproducoes.com/contato

Saibam mais sobre a RESIDÜS


O hardcore da banda campista Residüs é sem dúvidas perfeito, com letras de protesto e que refletem a situação em que vivemos. Com uma pegada bem forte, que varia entre o thrash, speed, podemos dizer também que a banda se encaixa perfeitamente no estilo grindcore, pois os caras tocam muito rápido e suas músicas são de curta duração. Fundada em 2005, a banda acaba de completar 10 anos de estrada e possuem na bagagem experiência de sobra, por fazerem bastante shows. Eles estão trabalhando em seu demo "Massacre Urbano", lançado em 2010 e que possui 7 faixas. Não deixem de acompanhar a banda Residüs nas redes sociais e ficar por dentro das novidades sobre os caras.

Curtam o "Massacre Urbano" pelo myspace da banda. Está disponível para download, onde também tem um encarte do álbum com fotos e as letras das músicas.


Track list:

Massacre Urbano
  1. Mendigo quer status
  2. A igreja e o estado
  3. Merda de sistema
  4. Do it your self
  5. Massacre urbano
  6. Desordem e regresso
  7. Harbinger of death



Saibam mais sobre a banda:


Residüs é uma banda de hardcore/crossover formada em outubro de 2005 na cidade de Campos dos Goytacazes no estado do Rio de Janeiro. São conhecidos por terem um senso de humor sarcástico, pela suas letras de forte orientação política e por fazerem shows irreverentes.
A banda iniciou com Phelipe (Bateria), George( Vocal), Jr (Guitarra), Giovane (Guitarra) e Bujão (Baixo), com o intuito apenas de ser um projeto descompromissado de fim de semana e a principio tocando apenas covers de bandas como: Ratos de Porão, Mukeka di Rato, Extreme Noise Terror, Napalm Death, entre outras.
Em 2006, O Residüs se estabilizaria como uma banda, passando a fazer vários shows pela região e lançando no mesmo ano a demo ensaio “Ao vivo e Totalmente Abafado!”, que apesar da gravação tosca vêm obtendo uma divulgação razoável no underground. Após a gravação deste material, o guitarrista Jr saiu da banda por motivos pessoais fazendo com que a mesma se tornasse um quarteto.
Em 2007 o Residüs continua fazendo shows, tocando com bandas como: Violator (DF), Protesto Suburbano (RJ), Agressor (RJ), Cervical (RJ), Naíra (RJ), etc...
Em 2008, com a formação modificada devido a saida de Phelipe (bateria) por motivos pessoais, e a entrada de Argron (baterista Atual), o Residüs lança o cd “promo” com cinco musicas e fazendo mais shows pelo estado do RJ, dividindo palco com bandas como Mukeka di Rato (ES), Bandanos(SP), Possuído pelo Cão(DF), Korzus(SP), Antes da Guerra (RJ), etc.. Apresentando em eventos tradicionais do interior fluminense como o Noise Fest (Cabo Frio), People Flex Festival e Resistência Underground (Campos dos Goytacazes).
Em 2009 continua a fazer shows pelo estado do RJ destacando o V Noise Fest dividindo palco com Gritando HC e Oligarquia e o IV Festival de Rock Humanitário (Arraial do Cabo) com inúmeras bandas tais como: Solstício, Prophecy, DFC, Baranga, Garotos Podres, Tuatha de Dannan, etc...
Em 2010 a banda faz alguns shows em sua cidade de origem e começa a trabalhar na gravação do novo CD intitulado: “Massacre Urbano” previsto para ser lançado no inicio de 2011.




Contato:



sexta-feira, 22 de maio de 2015

Saibam mais sobre a MORTHUR


É monstruoso, de altíssima qualidade e muito além das expectativas normais para o estilo, o death metal tocado pela Morthur. Nascida em 2013, acostumados a tocar em festivais de rock, e já estão confirmados para seu próximo festival, o "XI Obscure Faith Festival", que acontecerá no dia 13 de junho desse ano. No site oficial da banda já está sendo anunciado seu próximo EP, o "Between Existence and the End", que estará disponível para Streaming e download, logo nos próximos meses. Para mais informações sobre o lançamento e a banda, acessem e curtam a fã page dos caras nas redes sociais e fique por dentro das novidades da Morthur.






Track list: Between Existence and the End

Intro
Immortals
Extremely Against the World
Mortal Desire
From the Life to the Death
Warlock of the Underworld







Vídeo:


"Warlock Of The Underworld"




Contato:

Site oficial/Morthur

Facebook/Morthur

Google+/Morthur

SoundCloud/Morthur

YouTube/Morthur

Imprensa/Morthur

Saibam mais sobre a BATTALION


A banda de speed metal Battalion completa 10 anos de estrada no mês de maio/2015 e estão de lançamento. O álbum "Tyrant of Evil" foi finalizado e disponibilizado esse mês pela Kill Again Records, conta com duas faixas inéditas e todo o "Demo Battalion" lançado em 2007. Fundada em 10 de maio de 2005, o power trio de Itajaí-SC, com o lançamento anunciado, estão indo para o sexto trabalho gravado em estúdio. Tem como uma de suas principais influencias o consagrado power trio de speed metal Motörhead. A banda tem shows de divulgação do seu novo trabalho já marcados para Joinville e Curitiba. Curtam a fã page da Battalion no Facebook e fique por dentro das novidades da banda.


Saibam mais sobre o lançamento:


Line - up:

Fabiano Barbosa (Drums)
Marcelo Fagundes (Bass)
Álvaro Santana Junior (Guitar)

Track List:

1.Tyrant of Evil
2.Hell Razor
3.Battalion of Metal
4.Valley of the Dead
5.Fighting for the Glory
6.Final Battle
7.Soldiers from the Shadows




Vídeo:


"Tyrant of Evil"



Contato:

Facebook/Battalion

Youtube/Battalion

MySpace/Battalion

Imprensa/Battalion

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Saibam mais sobre a HOMICIDE


Surpreendam-se com o grindcore tocado pela galera da Homicide. O trio catarinense, fundado em 2006 pelos amigos Marlon Joy e William Longen, tocavam no estilo thrashcore, passaram por algumas formações chegaram a formação atual, com a entrada do Diego. Completaram 8 anos de estrada no final de 2014, agora bem mais experientes e amadurecidos musicalmente, chegaram onde queriam em estilo musical, que é o grindcore. Com um álbum demo "Total Decay", dois tributos, a "Disrupt" e "Napalm Death", um full lenght (em português) e o EP "Destrutivo" recém lançado, contam também com um vinil e algumas singles gravadas. São influenciados por bandas como Disrupt, Ratos de Porão, Nailbomb, Sepultura e Slayer. Não deixem de curtir a fã page da banda Homicide no facebook, seu maior canal de comunicação com o público, onde vocês ficarão por dentro de todas as novidades e lançamentos dos caras.


Saibam mais sobre a banda:


No findado ano de 2006 Marlon Joy e William Longen formaram Homicide com a intenção de tocar Thrash hardcore, influenciados por Disrupt, Ratos de Porão, Nailbomb, Sepultura, Slayer e outras bandas que curtiam na época. Alguns amigos passaram pela banda até ser definido uma formação, este período foi de boas experiências e aprendizados. No ano seguinte, 2007, a sonoridade finalmente se moldou, e naturalmente o som evoluiu de uma pegada thrashcore para o Grindcore. Neste mesmo ano a banda teve seus primeiros registros gravados em estúdio, a demo intitulada “Total Decay”, que contava com nove faixas, na época todas as letras eram em inglês.
Entre 2008 e 2009 rolaram muitas gigs ao lado de bandas nacionais e gringas, além de participações em diversas coletâneas e Split tape. Isso trouxe mais experiência, amigos e parceiros, ajudando a divulgar o nome da banda pelo cenário grindcore.
Em meados de 2009 passou por um período de inatividade que durou cerca de dois anos, retomando as atividades somente no fim do ano de 2011. Com o retorno a banda gravou o full length “O que o cerca está morto”, álbum com dezoito faixas de grindcore caótico, lançado em 2012 com o apoio de diversos selos de várias partes do Brasil (Dëtësto Records, Carnificina Records, Cianeto Records, Terceiro Mundo Chaos Discos e Moriguti Records.). Este lançamento teve uma ótima aceitação e excelente repercussão nacional e internacional. Foi lançado também um clipe da faixa “É tudo sobre a informação”, gravado e editado com o apoio de Calone Hoffmann.


Line-up:

Diego: Guitarra e vocal
Marlon: Bateria
William: Vocais

Track list "Destrutivo":

8. Sistema 


O período que seguiu foi de shows, divulgação do full length e também criação de novas composições. Assim nascia o EP “Destrutivo” (Terceiro Mundo Chaos e Dëtësto Records), lançado em 2014. O EP foi gravado, mixado e masterizado de forma totalmente independente pela própria banda em seu Home Studio. Processo este que durou de novembro de 2013 a fevereiro de 2014. O clipe de “Arma Biológica” foi novamente produzido e editado por Calone Hoffmann.
Recentemente a banda gravou seu terceiro videoclipe, da música “Escolha Errada”, faixa também presente no EP “Destrutivo”, produzido e dirigido por Marcelo Mancha.
Crust/Grindcore attack since 2006!


Vídeo:

"Arma Biológica"



Contato:


Bandcamp/Homicide

Maestrick lança clipe da música "Rainbow Eyes", homenagem a DIO


Simplesmente sensacional o clipe da banda de progressivo/heavy metal Maestrick, interpretando a canção "Rainbow Eyes" da banda Rainbow, a qual DIO foi vocalista entre os anos de 1975 à 1978. O clipe lançado em 15 de maio deste ano, a exatamente 5 anos da morte da lenda e voz do heavy metal, Ronnie James Dio. O clipe teve participação da Orquestra Belas Artes (OBA) e foi gravado no Sesc São José do Rio Preto. Acompanhe a banda Maestrick nas redes sociais e fique por dentro de todas novidades sobre eles. Assista logo abaixo o clipe na integra.



Saiba mais sobre a banda:



A banda brasileira de Rock Progressivo/Heavy Metal, Maestrick, aborda a música de forma ampla.
Trazendo ao conceito de sua arte influências de grupos como Queen, Metallica, Dream Theater e movimentos artísticos como o surrealismo e obras do artista e diretor cinematográfico, Tim Burton. Propondo uma “Aquarela Sonora” entre as mais diversas facetas artísticas como música, pintura, cinema, literatura, teatro e dança.
Formada na cidade de São José do Rio Preto/SP, no ano de 2006, a banda, que hoje conta com Fabio Caldeira (vocal e piano); Renato “Montanha” Somera (baixo e vocal); Heitor Matos (Bateria e percussão) e Paulo Pacheco (Guitarra), trouxe, junto ao seu primeiro álbum, “Unpuzzle!”, uma obra moderna baseada no realismo fantástico.
Em 2012, o Maestrick obteve a quinta colocação no Prêmio Dynamite na categoria “Melhor Álbum de Heavy Metal”. Foi também destaque nas mais importantes publicações especializadas do país como a revista Roadie Crew:”…tem tudo para se tornar um marco no Heavy Metal brasileiro” e a revista Rock Brigade: “Tem tudo para arrebentar lá fora”.
No mesmo ano, a banda se apresentou no aclamado festival Roça ‘N’ Roll, na cidade de Varginha/MG. “Entre as surpresas da 14ª edição do Roça ‘n’ Roll, o Maestrick “capinou” de acordo com sua sonoridade esmerada e melódica. Repleto de viagens progressivas, o quinteto apresentou composições do primeiro álbum, Unpuzzle! (2011), com destaque para Aquarela e H.U.C. O set ainda destacou os covers de Aqualung (Jehtro Tull) e Bohemian Rhapsody (Queen), que encerrou a apresentação de forma apoteótica.”, segundo a Revista Roadie Crew, edição 163. Ainda em 2012 a banda foi destaque e única representante do Brasil no ProgFest II, festival realizado na cidade de Lima no Peru.
A arte da banda brasileira ganhou notoriedade também no mercado internacional, o disco, “Unpuzzle!”, foi lançado mundialmente, no dia 26 de Julho de 2013, via Power Prog Records.
O aclamado festival “Monsters of Rock ” na sua quinta edição brasileira, no corrente ano, lançou um concurso para bandas intitulado “Desafio Monsters of Rock”. O Maestrick, com seus sete anos de existência se classificou entre as 10 bandas selecionadas via júri especializado num total de mais de 1.200 bandas inscritas na competição.



Saiba mais sobre a gravação do clipe:


No último dia 16 de Maio, completou-se cinco anos da morte de um dos maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos: Ronnie James Dio. Músicos de todas as partes do mundo encontraram uma forma de homenagear o "baixinho".
A banda paulista de rock/metal progressivo Maestrick foi uma das que não deixou a data passar em branco e registrou uma homenagem à altura do legado deixado por Dio. Trata-se de uma regravação da música "Rainbow Eyes", do Rainbow, com a participação mais do que especial da OBA! (Orquestra Belas Artes) sob regência do maestro Andrea Porzio Vernino.
A versão do Maestrick de "Rainbow Eyes" foi lançado às 00:00 do último sábado no formato de videoclipe com filmagens rodadas no teatro do Sesc São José do Rio Preto e direção da Pocbit. O vídeo está disponível no canal oficial da banda no Youtube.

"Em toda sua carreira, Ronnie James Dio foi a prova viva da verdadeira função do artista", diz Fabio Caldeira, vocalista e pianista do Maestrick. "Com sua voz e sua música, ele transcendeu o ato de entreter as pessoas. Dio foi além! Ele inspirou todos nós, e esse tributo é a nossa sincera forma de homenageá-lo e agradecê-lo."



Além de Fabio, o Maestrick é atualmente formado por Renato “Montanha” Somera (baixo e vocal), Heitor Matos (bateria e percussão) e Paulo Pacheco (guitarra).
No momento o grupo encontra-se em processo de composição de seu segundo e novo disco. Ainda sem título definido, o trabalho será sucessor do aclamado "Unpuzzle!" de 2011 e mais uma vez será produzido por Gustavo Carmo (VersOver, Imago Mortis, House of Bones). O álbum deve chegar às lojas ainda em 2015.



Formação:

Fábio Caldeira (vocal)
Renato Somera (baixo e vocal)
Heitor Matos (bateria e percussão)
Paulo Pacheco (guitarra)


Vídeo:
"Rainbow Eyes" na interpretação da Maestrick



Contato:








Saibam mais sobre a GIRLIE HELL e o lançamento do seu DVD


As garotas da Girlie Hell tocam um heavy metal em sua melhor qualificação e estilo, com passagens interessantes pelo thrash. A banda formada por quatro mulheres, foi fundada em 2007, completaram 8 anos de estrada recentemente e trazem na bagagem um álbum de 11 faixas autorais, um vinil compacto de duas faixas, que teve uma repercussão monstruosa na mídia em geral, e possuem também vídeo clipes gravados. E as metaleiras de Goiânia-GO acabam de anunciar o lançamento do seu primeiro DVD "Get Low - Girlie Hell Unpluged" que chega as loja no segundo semestre de 2015 e de mais um single e vídeo clipe produzido o "My Best", totalmente inédito. Abaixo vocês vão poder curtir o clipe da música e saber sobre o lançamento do DVD das meninas. Curta a fã page da Girlie Hell nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades da banda. Não deixe de curtir as faixas disponibilizadas no SoundCloud.



Saibam mais sobre o lançamento do vídeo e do "Girlie Hell Unpluged":

Fãs da banda poderão ter seus vídeos inseridos no DVD "Get Low - Girlie Hell Unplugged"


O mais recente lançamento da banda feminina de rock/metal Girlie Hell foi o compacto em vinil vermelho "Hit And Run" lançado em 2014 pela Monstro Discos. Com apenas duas músicas, o trabalho teve uma enorme importância na discografia da banda e a recepção da imprensa ao disco não foi diferente. Em resenhas publicadas na imprensa, "Hit And Run" recebeu declarações como: "Um dos melhores “pequenos” trabalhos lançados em 2014" (Jornal Notícias do Dia); "Hipnotizante" (Tenho Mais Discos Que Amigos); "Simplesmente sensacional" (Rock On Stage); "Garra e talento inato" (Mondo Pop); "Único e belíssimo" (Heavy And Hell); "...me apaixonei pelo som delas" (Ponto Zero).
O excelente resultado obtido com "Hit And Run" injetou motivação extra nas quatro metaleiras de Goiânia, Bullas, Carol, Fernanda e Júlia, que agora anunciam mais dois lançamentos para os próximos meses.
O primeiro trata-se de um novo single e videoclipe para a inédita "My Best". Assim como as duas faixas do compacto, "My Best" foi gravada no Mr. Som Studio em São Paulo sob produção de Marcello Pompeu e Heros Trench e masterizada no West WestSide Music nos EUA por Alan Douches (Mastodon, Cannibal Corpse, Deicide).
Já o videoclipe de "My Best" foi filmado em Atibaia, interior de São Paulo, e produzido pela Movie 3 com direção de Mess Santos. A estreia, na TV e internet, acontece em Junho. Um teaser já está disponível no canal oficial da banda no Youtube.
O segundo lançamento que a Girlie Hell vem agora anunciar é bastante especial, trata-se do DVD "Get Low - Girlie Hell Unplugged". Como condena o título, o trabalho traz versões acústicas, com novos arranjos, para as músicas do disco de estreia das meninas, "Get Hard" de 2012, além de outras surpresas. Gravado ao vivo em estúdio, o DVD está sendo produzido pela Natora Filmes com direção da própria baterista Carol Pasquali, e também conta com as participações especiais de Pedro Bernardi (DRY) e Junior Meomack (Faroeste). 
Uma grande novidade é que os fãs da Girlie Hell também poderão fazer parte de "Get Low - Girlie Hell Unplugged". A banda está convocando os fãs a enviar vídeos de até 30 segundos (gravados com câmera ou celular, na horizontal) contando alguma história pessoal que envolva a Girlie Hell. Os melhores vão entrar numa sessão específica do DVD e os autores receberão uma cópia gratuita de "Get Low - Girlie Hell Unplugged". Para participar, os interessados deverão enviar seus vídeos para o email girliehell@gmail.com até o dia 25 de Maio. Links para download pelo WeTransfer e Sendspace também serão aceitos.
"Get Low - Girlie Hell Unplugged" chega às lojas no segundo semestre de 2015.


Vídeo (Teaser):



Contato: